Fraturas e Traumas

Fraturas e Traumas

Fraturas e traumas: confira alguns passos importantes na reabilitação de pets. Saiba como as técnicas de fisioterapia veterinária são essenciais na reabilitação

Quer conversar com um de nossos especialistas? Encontre a unidade Fisio Care mais próxima de você e marque uma consulta

Fraturas e traumas são bem comuns no dia a dia da ortopedia veterinária e, na maioria dos casos, a intervenção cirúrgica se faz necessária para uma recuperação mais eficaz.

Nesse artigo vamos elencar quais medidas mais assertivas para lidar com pets que sofreram com fraturas e traumas, e quais técnicas de fisioterapia veterinária irão ajudá-los na recuperação.

Pós-cirurgia

A crioterapia (bolsa de gelo) é responsável pela redução do fluxo sanguíneo, o que ajuda na redução do edema, hemorragia e inflamação dos tecidos moles adjacentes. Também é importante ressaltar que essa ação também ajuda na redução dos espasmos musculares, do metabolismo celular e da condução nervosa, servindo como um agente analgésico.

Pets com fraturas e traumas devem, imediatamente após a cirurgia ortopédica, iniciar a aplicação da crioterapia, muito útil na redução da reação inflamatória e da dor causada pelo procedimento.

Para reduzir a formação de edema, a massagem também é indicada. A eletroestimulação transcutânea (TENS) também produz efeitos analgésicos no pós-operatório, sendo uma possibilidade dentro das técnicas de recuperação para pets com fraturas e traumas.

Exercícios

Em muitos casos os pacientes criam um receio de utilizar o membro afetado, e seu uso deve ser encorajado pelos exercícios. Nestes casos, a hidroterapia veterinária é uma ótima solução, pois reduz a carga articular, mas não deixa de trabalhar o fortalecimento muscular, amplitude de movimentos e aumento de flexão.

Os exercícios terapêuticos normalmente se iniciam após alguns dias da cirurgia e têm como objetivo principal o estímulo ao fortalecimento muscular e reeducação de posicionamento do membro, auxiliando o pet nesse momento de fragilidade muscular em que se encontra.

Pós-fase aguda

Passada a fase mais aguda do processo inflamatório (pode durar de uma semana para mais), passa-se a utilizar a termorapia (bolsa de água-quente e ultrassom), com o intuito de aquecer os tecidos e consequentemente aumentar a elasticidade e relaxamento muscular.

Conte com clínicas especializadas

A Rede Fisio Care Pet investe forte na capacitação de profissionais qualificados na análise, diagnóstico, planejamento e execução de um programa de reabilitação eficaz, sempre com equipamentos de ponta que ofereçam aos pets a possibilidade de resgatar sua qualidade de vida de forma segura, gradual e saudável.

Você pode tirar mais dúvidas sobre a recuperação de fraturas e traumas. Encontre a unidade Fisio Care mais próxima de você e marque uma consulta agora mesmo!

Páginas Sugeridas