Curso Avançado de Ozonioterapia Veterinária – Com Adriano Caquetti

Curso Avançado de Ozonioterapia Veterinária – Com Adriano Caquetti

Baixe o cronograma abaixo para saber os dias de cada módulo e os valores:

Inscrições Encerradas

Curso avançado de ozonioterapia veterinária: conheça os principais protocolos e práticas da ozonioterapia veterinária com o professor Adriano Caquetti, um dos principais nomes do ramo

A ozonioterapia tem ganhado grande relevância no tratamento de diferentes patologias e lesões que resultam em dores crônicas em nossos pets, atuando de forma eficaz como excelente amparo nos programas de reabilitação animal. Não à toa, a Rede Fisio Care Pet oferece mais uma oportunidade de evolução para profissionais na área da reabilitação veterinária com o curso avançado de ozonioterapia veterinária com o professor Adriano Caquetti.

O curso avançado de ozonioterapia veterinária conta com um dos profissionais mais conceituados da área, com formação nas melhores escolas internacionais de ozonioterapia e histórico de palestras nos principais congressos nacionais e internacionais de medicina veterinária. O Dr. Adriano Caquetti possui vasta experiência no tratamento de pets através da ozonioterapia veterinária, sendo, inclusive, um dos pioneiros na utilização desse tratamento no Brasil, desenvolvendo qualificadas técnicas e protocolos importantes para a área.

O que é a ozonioterapia veterinária?

A ozonioterapia veterinária é caracterizada pela utilização do ozônio como um agente terapêutico no tratamento de diversas doenças. O ozônio, ao reagir com os tecidos corporais, forma substâncias que estimulam todo o sistema antioxidante, promovendo uma grande liberação de oxigênio para as células.

O emprego da ozonioterapia animal aprimora a circulação sanguínea, auxiliando na cicatrização de feridas, na oxidação de toxinas e no combate de dores crônicas. Além disso, o gás também possui efeitos anti-inflamatórios e analgésicos, acelerando a recuperação e cicatrização de lesões.

No que tange especificamente às dores crônicas, o ozônio é utilizado com eficiência no tratamento de patologias importantes como a hérnia de disco, inflamações, neuralgias, fibromialgias e outras enfermidades como veremos a seguir.

Como é a aplicação do tratamento via ozonioterapia animal?

O programa de reabilitação via ozonioterapia pode ser aplicada em dois distintos modos:

  • De forma local/tópico: através de injeção intramuscular, subcutânea (analgesia), paravertebral, intra/periarticular, retal, vaginal, insuflação de óleo ozonizado, água bidestilada ozonizada (através de compressa, banho ou spray) e bolsa (bag).
  • De forma sistêmica: através de grande auto-hemoterapia (maior), pequena auto-hemoterapia (menor), insuflação retal ou com solução salina ozonizada.

Quais as indicações da ozonioterapia veterinária?

A ozonioterapia é comumente indicada por especialistas para patologias:

  • Infecciosas: bacterianas, virais e fúngicas;
  • Vasculares: arteriais, venosas, microcirculatórias e linfáticas;
  • Imunológicas: auto imunes e neoplásicas;
  • Ortopédicas: degenerativas, traumáticas e infecciosas;
  • Neurológicas: infecciosas, vasculares e degenerativas.

De forma prática, podemos elencar algumas patologias comuns em que a ozonioterapia veterinária age com eficiência:

1 – Hérnia de disco, lombalgias, inflamação de raíz nervosa e espondilose:

O ozônio possui alguns efeitos analgésicos e anti-inflamatórios, como dissemos acima, que inibe a síntese de prostaglandinas pró-inflamatórias, a liberação de bradicininas e compostos algogênicos, além de aumentar a liberação de antagonistas para citocinas pró-inflamatórias.

Em outras palavras, o ozônio não só atenua a compressão da raiz do nervo reduzindo o tamanho do disco, como também ajuda a reduzir a estase venosa causada pela compressão de vasos e, portanto, ajuda na melhora da microcirculação e no fornecimento de oxigênio, reduzindo a dor associada à hipóxia neuronal.

É uma ótima opção no tratamento de alterações da coluna vertebral como lombalgias, espondilose (bico de papagaio), inflamação de raiz nervosa e hérnia de disco.

2 – Dermatopatias (doenças da pele):

O gás ozônio também pode ser aplicado de forma tópica para tratamento de dermatopatias. O uso tópico, por exemplo, pode utilizar-se do gás contido em uma bolsa, água ozonizada ou em óleo ozonizado.

Em outras palavras, quando o gás é utilizado em concentrações altas, possui ação antimicrobiana de amplo espectro, podendo ser útil em infecções diversas e resistentes. Essa ação antimicrobiana é direta, com efeito oxidante sobre a membrana do microrganismo, tendo ação sobre bactérias, vírus, fungos e protozoários.

Além dessas práticas, o ozônio também pode ser utilizado em baixas concentrações de forma bioestimulante, favorecendo a cicatrização. Com essas características, a ozonioterapia também se faz eficiente para dermatopatias diversas como piodermites profundas e superficiais, feridas infectadas, furunculoses, doenças fúngicas e cicatrização de feridas.

3 – Doenças infecciosas e processos sépticos:

Apesar do ozônio ser um dos mais potentes antimicrobianos (uso tópico), principalmente quando aplicado de forma sistêmica no organismo, este não pode inativar vírus, bactérias e fungos in vivo. Paradoxalmente, os patógenos estão bem protegidos pelo potente sistema antioxidante, particularmente dentro das células.

A ideia do uso da ozonioterapia em casos infecciosos e processos sépticos está na ação como um estimulador do sistema imune. Ou seja, pela ativação de neutrófilos que estimulam a síntese de alguns mensageiros chamados citocinas. Com isso, outras células imunes são alertadas, provocando uma cadeia de mudanças positivas no sistema imune, tornando o pet mais capaz de resistir a doenças.

Em outras palavras, a aplicação do ozônio medicinal é extremamente eficaz para a ativação imunológica em animais com status imune baixo ou/e imunodeficientes, sendo útil em processos sépticos diversos, vírus da imunodeficiência felina, processos infecciosos no sistema reprodutivo (em bovinos e equinos), infecções urinárias, metritis e endometritis, mastites e outras.

*É importante ressaltar que a ozonioterapia é um tratamento complementar aos tratamentos já existentes, melhorando a resposta terapêutica e bem estar.

4 – Tratamento auxiliar em câncer:

A ozonioterapia tem um papel importantíssimo e decisivo para a manutenção da qualidade de vida e saúde de pets com processos cancerígenos. O programa de tratamento auxilia no combate às células cancerígenas, que dependem de um ambiente com pouco oxigênio para prevalecer, sendo capaz também de atenuar um dos efeitos colaterais mais graves da quimioterapia: a perda de imunidade que pode levar o paciente a sucumbir por outras patologias.

*É importante ressalta que a ozonioterapia é utilizada como tratamento complementar a terapia oncológica, não de forma substitutiva, tendo como objetivo diminuir, controlar e evitar os efeitos negativos e as complicações inerentes ao tumor e tratamento convencional ao câncer.

Além disso, a ozonioterapia também é eficaz em programas de reabilitação para:

  • Artrites;
  • Artroses;
  • Artrites sépticas;
  • Tendinites;
  • Dores osteomioarticulares;
  • Osteomielites;
  • Insuficiência venosa/arterial;
  • Úlceras;
  • Infecções cutâneas;

Quais as contra-indicações para a ozonioterapia veterinária?

As contra-indicações mais comuns são:

  • Evitar o tratamento para animais com deficiência de Glicose-6-Fosfato-Desidrogenase (G6PD eritrocitária), popularmente conhecido como favismo;
  • Evitar o tratamento para animais com hipertireoidismo descompensado;
  • Evitar o tratamento para animais com hipoglicemia;
  • É proibida a inalação durante o tratamento.

Quais os principais benefícios da ozonioterapia animal?

É importante frisarmos que os benefícios diretos da ozonioterapia dependem da concentração na mistura do ozônio/oxigênio utilizados. Dentre os mais visíveis estão:

  • Estimulação dos sistemas antioxidantes endógenos;
  • Efeito vasodilatador potente que melhora a curva de dissociação da hemoglobina com o oxigênio, melhorando a oxigenação tecidual;
  • Estimulação na liberação de mediadores da imunidade como os interferons e citocinas, produzindo efeitos diretos sobre diversos agentes infecciosos como vírus, fungos e bactérias;
  • Aumento da saturação de oxigênio circulante com efeito anti-inflamatório importante, sendo muito eficaz como tratamento auxiliar de dores crônicas.

Sobre o professor Adriano Caquetti e o curso avançado de ozonioterapia veterinária

O Dr. Adriano Caquetti é médico veterinário com mais de 14 anos de experiência no tratamento com ozonioterapia na medicina veterinária no Brasil. Formado pelas melhores escolas internacionais de ozonioterapia, foi o pioneiro no uso desse tipo de tratamento em clínicas, desenvolvendo diversas técnicas e protocolos importantes para área.

É diretor do Departamento de Medicina Veterinária ABOZ (Associação Brasileira de Ozonioterapia) e um dos principais palestrantes em congressos e cursos nacionais e internacionais sobre o tema.

O curso avançado em ozonioterapia veterinária com o professor Adriano Caquetti ocorrerá nos dias 20, 21, 22, 23 e 24 de Novembro na sede da Rede Fisio Care Pet, localizada na avenida dos Bandeirantes, 4555 – Moema – São Paulo.

Serão dois módulos divididos em:

1 – Módulo 1:

  • Mecanismos de ação avançado;
  • Bioquímica e biofísica avançada;
  • Funcionamento dos equipamentos;
  • Como preparar o organismo para ozonioterapia com alimentação e suplementação;
  • Patologias tratadas com ozônio;
  • Casos clínicos;
  • Como criar protocolo padronizado para o seu paciente;
  • Demonstração prática das principais vias e tipos de aplicações da ozonioterapia.

2 – Módulo 2:

  • Termografia no auxílio ao diagnóstico e tratamento com a ozonioterapia;
  • Vias de aplicação com demonstração prática de procedimentos;
  • Aprenda a infiltrar todas as articulações com ozônio;
  • Ambulatório prático para que todos os alunos possam realizar aplicações, praticando tudo o que foi estudado e tirando dúvidas.