A Pele e o Psíquico – O Tratamento de Dentro para Fora

A Pele e o Psíquico – O Tratamento de Dentro para Fora

Compreenda como fatores psicológicos podem pesar no desenvolvimento de problemas relacionados a pele dos nossos pets, e como os tratamentos dermatológicos podem não obter resultados devido a essa condição. Entenda como a microfisioterapia pode ser essencial nesse tipo de tratamento

A Rede Fisio Care Pet é especializada na reabilitação de pets através de diferentes técnicas de fisioterapia veterinária. Encontre a unidade Fisio Care mais próxima de você e marque uma consulta agora mesmo

O que a pele e o psíquico tem em comum? A pele e o cérebro se desenvolvem a partir do ectoderma embrionário, ambos são órgãos sensoriais, ambos são órgãos de comunicação, manifestando assim nossas emoções.

Desta forma, vários estudos vêm demonstrando que cerca de 30% dos pacientes com problemas de pele, apresentam também sintomas psicológicos.

Tanto os fatores psicológicos tem um papel importante no curso dos distúrbios da pele , como as condições da pele podem ter como conseqüência o sofrimento psicológico.O resultado são vários paciente que não melhoram apenas com o tratamento dermatológico. Por isso a importância da elucidação dos fatores psicológicos que estão relacionados com esses sintomas de pele.

Por que a microfisioterapia é importante nesse tipo de tratamento

A microfisioterapia trabalha o indivíduo como um todo, constatando quais traumas foram vivenciados por esse paciente, para identificar a causa desse desequilíbrio. Por meio das micropalpações o corpo recebe um estímulo, desencadeando os mecanismos de autocorreção. Logo, é restabelecido o equilíbrio do organismo e restaurado a vitalidade dos tecidos do corpo.

Referências Beltraminelli, H., & Itin, P. (2007). Skin and psyche – from the surface to the depth of the inner world. Journal der Deutschen Dermatologischen Gesellschaft, 6, 8–14. https://doi.org/10.1111/j.1610-0387.2007.06406.x Picardi A, Pasquini P, Abeni D, FassoneG, Mazzotti E, Fava GA. Psychosomaticassessment of skin diseases in clinicalpractice. Psychother Psychosom 2005;74: 315–322.

Agende uma Consulta