Tratamento para Cachorro Obeso – Qual o Melhor?

Tratamento para Cachorro Obeso – Qual o Melhor?

Tratamento para cachorro obeso: saiba as principais causas, consequências do excesso de peso e o melhor tratamento para um emagrecimento saudável e gradual

Quer um programa de emagrecimento saudável para o seu amigo? Encontre a unidade Fisio Care mais próxima de você e marque uma consulta agora mesmo

A obesidade canina é compreendida pelos especialistas como um excesso de gordura existente no corpo, e não um excesso de peso em si, pois o peso pode aumentar com o ganho de massa muscular ou com a retenção de água por exemplo. É uma condição perigosa cada vez mais presente na vida dos cães, principalmente os que vivem nos grandes centros, revelando cada vez mais a necessidade de um bom tratamento para cachorro obeso.

Como constatar que um cão está obeso?

A obesidade em cães varia de animal para animal, e depende de fatores como raça, tamanho e morfologia. É possível notarmos a obesidade pelas deformações que ela causa ao corpo, seja de uma forma geral ou em algum ponto específico.

O especialista veterinário diagnostica a obesidade através da palpação do animal na região do tórax, utilizando o peso do animal e o perímetro torácico para se achar o grau de desvio comparado a proporção normal do pet. Ao achar o nível do desvio, é analisado uma tabela pré-definida para se saber o grau de obesidade do pet.

As causas mais comuns do aumento de peso nos cães

Assim como nos humanos, o principal causador da obesidade em cães está ligada a superalimentação. Outro fator que pode contribuir para a obesidade são os problemas hormonais, porém, parte desses pets, principalmente os dos grandes centros, sofrem em grande número com o estresse que aparece pela falta de atividades físicas, carinho, solidão e outros. O estresse leva o animal a comer mais que o normal como uma forma de preencher esse vazio.

A castração deve ser citada nas causas, principalmente as fêmeas, que podem chegar a desenvolver a Síndrome de Cushing. Essa patologia se caracteriza pela dilatação do abdômen, os músculos flácidos e a queda da pelagem. Com isso, o pet passa a beber e urinar com frequência, se saciando com dificuldade.

As consequências do não tratamento dos cães obesos

Um animal obeso sem tratamento é mais propenso a ter complicações de saúde do que um animal não obeso. Entre as principais complicações podemos elencar:

1 – Aumento de riscos em cirurgias: se o pet precisar passar por alguma cirurgia terá de receber uma dose maior de anestesia, muitas vezes dificultando a visibilidade de órgãos cobertos pela gordura;

2 – Pressão maior sobre coração, pulmões, articulações e rim: a maioria dos órgãos do pet passam a ter uma atividade mais intensa para tentar manter o maior volume de massa;

3 – Agrava doenças articulares como a artrose: a gordura corporal excessiva acaba forçando as articulações mais que o normal, muitas vezes antecipando o aparecimento de patologias como a artrose, mais comum em cães idosos. Em cães de grande porte, o excesso de peso pode inclusive aumentar as chances do desenvolvimento da displasia;

4 – Problemas respiratórios: a gordura acumulada acaba exigindo uma respiração mais intensa, o que acaba provocando um cansaço intenso em dias quentes e durante exercícios;

5 – Diabetes: o excesso de peso facilita o desenvolvimento e controle da diabetes e, consequentemente, o aparecimento de outras complicações como a cegueira;

6 – Problemas cardíacos pelo aumento da pressão sanguínea: com o coração necessitando de maior ritmo de bombeando, aumentam as chances do aparecimento de problemas cardíacos;

7 – Problemas no sistema imunológico: fica mais exposto as contaminações virais.

Qual o tratamento mais eficiente?

Além, claro, da reeducação alimentar necessária aos cães obesos, a fisioterapia veterinária vem oferecendo os melhores programas de emagrecimento saudável. Os métodos mais efetivos preservam o estado atual de saúde do pet, ao mesmo tempo que oferece condições favoráveis para o recondicionamento muscular, articular e de mobilidade.

A hidroterapia veterinária, por exemplo, utiliza-se de esteiras aquáticas como ferramenta de emagrecimento e recondicionamento muscular sem ferir ou extenuar o pet. O não impacto com o solo duro garante a preservação da musculatura do cão, estimulando a realização de movimentos outrora dificultosos devido ao excesso de peso e falta de mobilidade.

Outros métodos como a acupuntura, ozonioterapia e quiropraxia também são ótimas soluções para os pets que já apresentam dores e incômodos devido ao excesso de peso. As técnicas aliviam as dores e preparam o pet para uma vida mais saudável e ativa.

Conte sempre com clínicas especializadas para estabelecer um programa de emagrecimento saudável para o seu pet!

A Rede Fisio Care Pet investe forte na capacitação de seus profissionais, na aquisição de equipamentos modernos e métodos comprovadamente eficazes para garantir tratamentos graduais e saudáveis no emagrecimento canino e no combate a diversas patologias e lesões ortopédicas e neurológicas.

Quer o melhor tratamento para cachorro obeso? Encontre a unidade Fisio Care mais próxima ou preencha o formulário de agendamento abaixo e marque uma consulta agora mesmo. Venha ver como podemos traçar um programa perfeito para o seu cão.

Agende uma Consulta