Botulismo em Cães – Entenda Como Tratar

Botulismo em Cães – Entenda Como Tratar

Botulismo em cães: entenda como os pets podem contrair a intoxicação, os sintomas mais comuns, formas de diagnóstico, prevenção e tratamento adequado. Saiba como a fisioterapia veterinária pode ser fundamental para a recuperação de pets com botulismo

Quer conversar com um de nossos especialistas? Encontre a unidade Fisio Care mais próxima de você e marque uma consulta com um de nossos profissionais

O botulismo em cães é uma forma de intoxicação alimentar causada por uma toxina produzida pela bactéria Clostidrium Botulinum. Trata-se de uma doença neuropática, sendo os tipos C e D os que mais atingem os pets.

Incomum em animais domésticos, o botulismo em cães costuma ser de difícil diagnóstico e confirmação, não se sabendo ao certo sua incidência por muitos casos não serem sequer relatados e contabilizados. Por isso é importante que compreendamos seus sintomas, formas de contração, diagnóstico, prevenção e tratamento.

Como um cachorro pode contrair botulismo?

A ingestão de certos alimentos podem contribuir para o seu aparecimento:

1 – Carne crua;
2 – Osso contaminados;
3 – Carcaça de animais mortos;
4 – Poças d’água em contato com o lixo;
5 – Restos de lixo;
6 – Alimentos enlatados;
7 – Açudes em propriedades rurais;
8 – Terra com matéria orgânica contaminada

Quais são os sintomas mais frequentes de botulismo em cães?

Quando um cão entra em contato com elementos intoxicados com a bactéria Clostidrium Botulinum, a toxina é absorvida no estômago e intestino, e distribuída pela corrente sanguínea do animal. Ela age especificamente sobre o sistema nervoso periférico e impede a transmissão dos impulsos das terminações nervosas para os músculos.

O resultado disso é a apresentação de sintomas como a paralisia flácida (patas ficam moles). Os membros começam a paralisar das patas traseiras para as dianteiras, podendo também afetar o sistema respiratório e cardíaco do animal. Ocorre também a perda do tônus muscular e dos reflexos espinhais, podendo manter a movimentação da cauda.

Os sintomas costumam aparecer dentro de 1 a 2 dias da ingestão da toxina, e o quadro costuma evoluir de maneira feroz para a posição de decúbito (deitado). As principais complicações deste quadro é a insuficiência respiratória e cardíaca que pode levar a morte.

Como é feito o diagnóstico?

O neurologista veterinário irá realizar um exame neurológico completo no cão, com testes neurológicos, exames de sangue, urina e raio-x de coluna.

Na maioria dos casos a identificação é difícil, pois é necessário que se realize o teste de neutralização em camundongos para sua confirmação, o que nem sempre é possível. Além disso, o botulismo pode ser confundido com raiva, doença do carrapato, miastenia grave entre outras doenças de neurônio motor inferior.

Como pode ser feita a prevenção?

É necessário ter cuidado com passeios em locais onde há lixo, poças de água e lugares onde há alimentos em processo de decomposição e animais mortos. Ainda não existe uma vacina para cães contra o botulismo.

Como é o tratamento para botulismo?

O tratamento costuma ser feito sob a forma de terapia respiratória e cuidados de enfermagem. Quando os casos são graves pode haver a necessidade de internação com oxigenoterapia e ventilação assistida durante alguns dias.

O botulismo canino costuma ser muito feroz e levar a óbito muitos de seus alvos, por isso a prevenção é a forma mais importante para evitar a intoxicação.

A fisioterapia veterinária como aliada poderosa na recuperação de cães com botulismo

A fisioterapia veterinária, para casos em que o pet está apto para recuperação, visa combater as atrofias musculares com tratamentos de fortalecimento muscular, melhora de flexibilidade e retomada da qualidade de vida.

Nos casos de lesões nas junções neuromusculares onde há uma intensa perda de massa e tônus muscular, o tratamento por meio da fisioterapia com uso de esteira aquática é fundamental para o recondicionamento físico e psicológico do animal.

A Rede Fisio Care Pet investe pesado na capacitação de profissionais, na aquisição de equipamentos de ponta e no desenvolvimento de métodos eficazes de combate para as mais variadas patologias e lesões neurológicas, ortopédicas e emagrecimento canino. São mais de 20 unidades espalhadas pelo Brasil, mantendo sempre o compromisso com a evolução da fisiatria veterinária.

Quer saber mais sobre o botulismo em cães, formas de diagnóstico, sintomas e reabilitação através da fisioterapia veterinária? Encontre a unidade Fisio Care mais próxima de você ou preencha o formulário de agendamento abaixo e marque uma consulta com um de nossos especialistas.

Agende uma Consulta