Como Saber se o Cachorro Quebrou a Pata?

Como Saber se o Cachorro Quebrou a Pata?

Como saber que o cachorro quebrou a pata? Confira as principais causas, sintomas, como socorrer os pets acometidos e o tratamento ideal para sua recuperação

Você pode marcar uma consulta em poucos cliques conosco. Encontre a unidade Fisio Care mais próxima de você e converse com um especialista

De repente, em meio à brincadeira, percebeu que seu amigo está mancando? Observe com cuidado, pois é bastante comum que alguma fratura ou lesão passe despercebida aos olhos dos tutores. Pancadas e outros acidentes domésticos podem resultar em fraturas que, quando não cuidadas, podem ter consequências ainda piores. Mas, como saber se o cachorro quebrou a pata? O que fazer? Qual o melhor tratamento de recuperação?

Como saber que o cachorro quebrou a pata?

Atropelamentos, acidentes e quedas são normais e, quando machucam, costumam produzir sinais específicos de que alguma coisa não está bem. De qualquer forma, é preciso sempre ter atenção ao comportamento do cão. Se está evitando apoiar um dos membros no chão, latindo em excesso ou ganindo quando encosta na área afetada.

Como socorrer o pet?

Se perceber ou presenciar que o pet está gravemente machucado, antes de qualquer coisa, chame o socorro veterinário ou leve-o com urgência a um Hospital Veterinário. Enquanto aguarda, faça o possível para deixar o cão quieto e calmo. Se for possível, coloque o pet em um lugar onde ele não tenha de se mover para que o problema não se agrave, com cuidado na movimentação.

Caso aviste algum sangramento nas fraturas que foram expostas, tente conter o fluxo de sangue usando um curativo estéril ou um pano limpo, com cuidado para não deslocar a fratura.

Em qualquer situação o mais importante é sempre manter a calma, especialmente quando há um comportamento fora do comum e, em alguns casos quando o animal está muito irritado e agressivo, colocar a focinheira para evitar mais acidentes, levando o animal ao veterinário o mais rápido possível.

Contusões na pata do cachorro

As contusões, normalmente, são machucados em algum músculo ocasionados por alguma batida brusca, briga ou até quando algo cai em cima dele. Pode ser que o músculo na área afetada fique dolorido, inchado e até com hematomas, dependendo da força da batida.

Normalmente as contusões nas patas dos cães não são graves e o local melhora sozinho após algum tempo. Porém, é sempre aconselhável continuar observando o comportamento deles. Quando o pet continua dando sinais de dor ou não conseguindo apoiar o peso na pata machucada, leve-o ao veterinário o quanto antes.

Entorses e luxações

As entorses e luxações caninas fazem com que as áreas afetadas atinjam os tecidos que formam as articulações (como os ligamentos e os meniscos) e a diferença está no tipo de machucado; quando acontece uma entorse, os tecidos da articulação ficam machucados mas não se rompem nem saem do lugar, enquanto quando ocorre uma luxação os tecidos se rompem e o osso sai do lugar, seja parcial ou completamente.

Várias situações podem levar a entorses e luxações na pata do cachorro, desde batidas, hiperextensão, tombos, tropeços e outros. Algumas raças possuem certa predisposição a alguns tipos de luxação. Os Yorkshires e Malteses, por exemplo, possuem maior propensão à luxação de patela, enquanto raças como o Pastor Alemão possuem maior incidência em lesões como a luxação coxofemoral.

Pata fraturada

As fraturas são quebras nos ossos que podem ocorrer por pancadas e batidas, e a gravidade dependerá muito do osso afetado e da forma e intensidade que recebeu o impacto e quebrou.

A fratura causa muita dor, mas ficam menos dolorosas e mais confortáveis em posição quando imobilizadas por profissionais. Por isso, sempre que acontecer casos de fraturas, leve o seu amigo a um veterinário.

Tratamento mais adequado

Em geral, a fisioterapia veterinária é a mais indicada na recuperação de pets com problemas ortopédicos como lesões, fraturas, luxações, displasia coxofemoral, artrose, artrite, ruptura de ligamento cruzado e outros.

As técnicas, voltadas para a reabilitação animal, oferecem um programa de recuperação qualificado, seja pré ou pós-operatório, resgatando a qualidade de vida do animal e oferecendo um ambiente saudável de reabilitação gradual e eficiente.

Nos casos neurológicos, por exemplo, a fisioterapia é muitas vezes essencial para que o pet volte a caminhar, como nos casos de fraturas e luxações vertebrais, traumas na coluna ou hérnias de disco que comprometem a locomoção e a condição muscular do animal.

Os benefícios são notáveis, desde uma recuperação mais rápida de cirurgias até animais que voltaram a andar depois de fortes traumas, a fisioterapia animal pode proporcionar conforto aos pacientes, conservando musculatura, evitando novas intervenções cirúrgicas, diminuindo o uso de medicamentos e anti inflamatórios, aumentando confiança e expectativa de vida e muito mais.

Converse com um especialista Fisio Care agora mesmo!

A Rede Fisio Care Pet investe pesado na capacitação de seus profissionais e na aquisição de equipamentos modernos que forneçam os mais eficientes e atualizados protocolos de atendimento, traçando um planejamento de reabilitação personalizado, respeitando cada caso e condição clínica de cada animal.

Encontre a unidade Fisio Care mais próxima de você ou preencha o formulário de agendamento abaixo e marque uma consulta agora mesmo! São mais de 20 unidades com os melhores programas de reabilitação animal e equipe de ortopedia. Resgate a qualidade de vida do seu amigo com a Rede Fisio Care Pet.

Agende uma Consulta