Displasia em Cachorro – Veja Como Tratar

Displasia em Cachorro – Veja Como Tratar

Displasia em cachorro: saiba quais as raças mais propensas, como é feito o diagnóstico e qual o melhor tratamento para combater o avanço da doença

A Rede Fisio Care oferece os melhores tratamentos para displasia em cachorro. Encontre a unidade Fisio Care mais próxima de você e marque uma consulta

A displasia em cachorro pode ser constatada quando temos a degeneração da articulação da bacia (acetábulo) com a cabeça do fêmur. É uma patologia que vem crescendo cada dia mais no cotidiano dos cães, principalmente por não se tratar mais de apenas uma doença hereditária, mas por se desenvolver por outros fatores como obesidade, alterações posturais, convivência com pisos lisos e outros.

As raças mais propensas ao desenvolvimento da displasia em cachorro são, principalmente, as de porte grande como o Golden Retriever, Pastor Alemão, Buldogue Inglês e Labrador. Porém, atualmente não é descartada sua aparição em raças de menor porte, apesar de mais raras.

Quais são os sintomas mais comuns da displasia em cachorro?

A displasia coxofemoral canina apresenta sinais bem característicos que passam por: dificuldade em caminhar, andar manco, estalos audíveis na articulação e demonstrações de dores ao realizar movimentos mais complexos.

O não tratamento adequado da doença pode resultar no aparecimento de sintomas mais intensos, obrigando o pet a evitar diversas atividades simples da sua rotina como correr, pular, levantar-se e subir escadas. A dor intensa faz com que o pet apresente um andar incomum e uma desproporcionalidade na musculatura em sua parte dianteira.

Como obter o diagnóstico?

A constatação médica da patologia é feita através de exames radiográficos com sedação, que pode ser feito desde os 4 meses de vida do pet em diferentes métodos de raio-x. O diagnóstico definitivo, quando a doença é oriunda de fatores hereditários, acontece aos 2 anos de idade.

Como tratar a displasia coxofemoral canina?

A displasia canina não possui uma cura definitiva, mas os tratamentos conseguem combater objetivamente a dor e frear o avanço da progressão da doença articular, dois pontos que ajudam, e muito, no resgate da qualidade de vida do cão.

Os programas de reabilitação eficientes visam a manutenção ou restauração das funções naturais da articulação, sempre levando em consideração o contexto de cada paciente em reabilitação, o grau de severidade da patologia, idade e outras severidades clínicas.

A fisioterapia veterinária e os diferentes métodos que englobam a especialidade fornecem o ambiente perfeito para os programas de fortalecimento muscular, combate de dores e incômodos e no controle da evolução da artrose (muito associada ao aparecimento da displasia coxofemoral).

Outra técnica que vem obtendo resultados expressivos no combate a displasia canina é o implante de ouro. Trata-se de uma implantação de pequenos fragmentos de ouro 18k em pontos específicos de acupuntura e em pontos gatilhos ao redor da articulação coxofemoral. O intuito é combater as dores e aumentar a mobilidade do pet.

A técnica de implante de ouro para displasia coxofemoral visa a melhora da locomoção e a promoção de maior analgesia por até dois anos de tratamento. Com isso, o desenvolvimento de programas de reabilitação via fisioterapia veterinária tornam-se muito mais eficazes, fazendo com que o pet sinta minimamente a progressão da doença.

Uma das técnicas de fisioterapia mais empregadas no combate da displasia é a hidroterapia veterinária. Esse método utiliza-se de esteiras aquáticas para a promoção de maior mobilidade, fortalecimento muscular e confiança do cão. A submersão de metade do corpo ajuda na redução das consequências da realização de atividades físicas feitas por pets acometidos por patologias, ajudando em uma recuperação segura e saudável.

Além disso, outras técnicas também são notoriamente eficazes. Entre elas: caminhadas controladas, natação, acupuntura, ozonioterapia e quiropraxia.

Procure sempre por clínicas especializadas para recuperar o seu amigo

A Rede Fisio Care Pet conta com mais de 20 unidades espalhadas pelo Brasil, investindo forte na capacitação de seus profissionais e no oferecimento de equipamentos e métodos modernos que garantam um ambiente de reabilitação gradual e saudável.

Seu amigo está com problemas? Quer saber mais sobre as opções de tratamento para displasia em cachorro? Encontre a unidade Fisio Care mais próxima de você ou preencha o formulário de agendamento abaixo e marque uma consulta agora mesmo! Venha ver como podemos resgatar a qualidade de vida do seu cão.

Agende uma Consulta