Pós-operatório de Ligamento Cruzado em Cães

Pós-operatório de Ligamento Cruzado em Cães

Pós-operatório de ligamento cruzado em cães: entenda porque esse processo é importante e quais as técnicas mais eficientes para a recuperação saudável do pet

Precisa de uma ortopedista agora? Encontre a unidade Fisio Care mais próxima de você e marque uma consulta em poucos cliques

A ruptura de ligamento cruzado é uma das lesões mais comuns na vida dos pets com musculatura forte e joelhos frágeis, como os cães de grande porte de raças como Pitbulls, Terriers e Americand Staffordishite, sendo que o pós-operatório do ligamento cruzado em cães é um momento de grande importância para sua recuperação saudável.

Quais as causas mais comuns da ruptura de ligamento cruzado em cães?

Existem três causas comuns que podem maximizar as chances de uma ruptura de ligamento em cães além da natural incidência em cães de grande porte. São elas:

1 – Traumas que podem estimular a ruptura do ligamento tendo como principal consequência, em grande parte dos casos, uma fratura de menisco;

2 – Locais com superfícies longas e lisas que não possuem um piso antiaderente, fazendo com que os pets exijam mais da força muscular, forçando movimentos antinaturais;

3 – A evolução de uma outra lesão já existente nos membros, como a luxação de patela. Isso porque quando o pet possui uma luxação de patela, automaticamente acaba colocando mais força sobre um dos membros prejudicados, sobrecarregando o local e fazendo com que as chances de uma ruptura aumentem em uma situação de extremo emprego de força muscular.

Como é feita a cirurgia?

A medida primária após a constatação da lesão é o encaminhamento para o procedimento cirúrgico, normalmente utilizando técnicas como a TPLO (Técnica de Osteotomia de Nivelamento do Platô Tibial), TTA (Técnica do Avanço da Tuberosidade Tibial) ou a sutura fabelo-tibial (técnica com fio).

Por que o pós-operatório é o mais importante?

Diversos trabalhos científicos já comprovam que existe um considerável risco de perda de massa muscular quando não há um programa de reabilitação adequado para os pets acometidos pela ruptura de ligamento cruzado.

Quando essa recuperação não é feita, ou então é feita de maneira ineficiente, muito pets, mesmo depois de 6 meses após a cirurgia corretiva, apresentam o membro afetado bem mais fraco e instável em comparação com o outro membro não acometido.

Esse é o principal motivo pelo qual a fisioterapia veterinária se tornou a grande aliada na reabilitação de cães com ruptura de ligamento cruzado, pois promove a recuperação plena das funções articulares e musculares dos pets.

As sessões de fisioterapia são indicadas logo após 5 dias da cirurgia realizada, sendo que as técnicas mais efetivas passam por hidroterapia, com uso de esteira aquática para retirada do peso dos movimentos em solo duro, melhorando o resultado do rendimento na recuperação, até métodos como a quiropraxia e acupuntura, que oferecem uma terapia efetiva no controle da dor, inflamação e incômodos, auxiliando os pets em sua nova condição física.

Onde encontrar um tratamento adequado pós-operatório para ruptura de ligamento cruzado em cães?

A Rede Fisio Care Pet investe pesado na capacitação de seus profissionais, promovendo constantemente a atualização de seus protocolos de atendimento e métodos de reabilitação, oferecendo os mais eficientes tratamentos para diferentes patologias e lesões ortopédicas, neurológicas e nos programas de emagrecimento canino.

São mais de 20 unidades espalhadas pelo Brasil, sempre com o compromisso de oferecer um ambiente perfeito para uma recuperação saudável e gradual, respeitando e analisando cada caso concreto para o planejamento ideal de uma reabilitação profissional.

Quer saber mais sobre o pós-operatório de ligamento cruzado em cães? Encontre a unidade Fisio Care mais próxima de você ou preencha o formulário de agendamento abaixo e marque uma consulta agora mesmo! Venha ver como podemos traçar um programa de reabilitação perfeito para o seu amigo.

Agende uma Consulta